Posts com tag “Deus é bom

Ele nos chama!

“Tornai-vos para mim, diz o Senhor dos Exércitos, e eu me tornarei para vós outros, diz o Senhor dos Exércitos.” Zacarias 1:3

Pensamento: Na vida dos cristãos existe o risco de uma trágica e funesta mudança de rumo que os faz se desviar do melhor que Deus deseja lhes dar. Salomão deu meia-volta no caminho da obediência ao Senhor, e o Senhor tomou dele o reinado. Himeneu e Alexandre voltaram atrás no caminho da fé viva, tornaram-se blasfemadores e foram entregues a Satanás. A Igreja de Jesus corre o perigo de se desviar do caminho do Cordeiro, pois deixando o primeiro amor, e não se arrependendo, seu candeeiro será removido. O Senhor chama constante e insistentemente para que retornemos a Ele, para que mudemos e corrijamos o rumo em que nos encontramos. Ele toca suavemente em nosso coração: “Convertei-vos, pois, ó filhos de Israel, àquele de quem tanto vos afastastes.” Ele o faz lamentando: “Porque o meu povo é inclinado a desviar-se de mim; se é concitado a dirigir-se acima, ninguém o faz.” Ele nos chama a retornarmos para Ele e o faz perdoando: “Desfaço as tuas transgressões como a névoa, e os teus pecados como a nuvem; torna-te para mim, porque eu te remi.” Ele também chama e inclui uma promessa: “Tornai-vos para mim… e eu me tornarei para vós outros.” Nesse contexto, só faz sentido orarmos ao Senhor: “Volta-te, Senhor!” se estivermos realmente dispostos a retornar para Ele!

Oração: Senhor Deus, perdoa pelas vezes que tenho me afastado de Ti, pelas vezes que abandonei os Teus caminhos. Ajuda-me Senhor a voltar para Ti, retomar a vida plena e abundante que só é possível através de um relacionamento real e sincero com Jesus. Meu prazer é lhe servir, minha vida pertence a Ti, quero dar testemunho das maravilhas que Jesus tem feito em minha vida, quero dar testemunho do Seu amor para aqueles que ainda não foram alcançados. Eu oro em nome de Jesus. Amém.

[Fonte]

Anúncios

Obedecer é confiar!

“E disse o SENHOR a Gideão: Muito é o povo que está contigo, para eu dar aos midianitas em sua mão; a fim de que Israel não se glorie contra mim, dizendo: A minha mão me livrou.” Juízes 7:2

Pensamento: Depois de reunir o seu exército para enfrentar os midianitas, Deus resolve mudar os planos e diz a Gideão que tinha gente demais. Então Gideão em obediência ao Senhor, faz uma seleção e ficam apenas 300 homens. Mas o exército dos midianitas era muito maior, e a probabilidade de uma derrota era real. Gideão não tinha dúvida que aquele número não era suficiente e sabia que humanamente seria impossível lutar com esse número reduzido, mas o que Deus faz é tirar tudo em que ele poderia se apoiar. Para firmar o coração de Gideão, Deus queria que ele apenas confiasse e deixasse-O fazer. Para conseguirmos crescer em nossa fé é necessário aprendermos a obedecer a Deus, mesmo sem entender quais são os Seus planos.

Oração: Senhor Deus, ensina-me a ser obediente, a confiar completamente no Senhor, a entregar toda minha ansiedade a Ti, ensina-me a entender que o Senhor quer agir na minha vida, e nos meus problemas, que o Senhor é o meu socorro bem presente, e que o Senhor tem sempre a resposta para nossas orações. Perdoa minha falta de fé, pelas vezes que eu duvidei que o Senhor fosse capaz de fazer um milagre em minha vida. Eu oro em nome de Jesus. Amém.

Fonte: http://www.devocionaldiario.com.br/


 O Fundo da Piscina

Um excelente nadador tinha o costume de correr até a água e molhar  somente o dedão do pé antes de qualquer mergulho. Alguém  intrigado com aquele comportamento, lhe perguntou qual a razão daquele hábito.
O nadador sorriu  respondeu:

“Há alguns anos eu era um professor de natação.  Eu os ensinava a nadar e a saltar do trampolim. Certa noite, eu não conseguia dormir, e fui até a piscina  para nadar um pouco. Não acendi a luz, pois a lua brilhava através do teto de vidro do clube. Quando eu estava no trampolim, vi minha sombra na parede da frente. Com os braços abertos, minha imagem formava uma magnífica cruz. Em vez de saltar, fiquei ali parado, contemplando minha imagem. Nesse momento pensei na cruz de Jesus Cristo e em seu significado. Eu não era um  cristão, mas quando criança aprendi que Jesus tinha morrido na cruz  para nos salvar pelo seu precioso sangue.

Naquele momento as palavras daquele ensinamento me vieram a mente e me fizeram recordar do que eu havia aprendido sobre a morte de Jesus. Não sei quanto tempo fiquei ali parado com os braços estendidos.  Finalmente desci do trampolim e fui até a escada para mergulhar na água.  Desci a escada e meus pés tocaram o piso duro e liso do fundo da piscina. Haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido. Tremi todo, e senti um calafrio na espinha.
Se eu tivesse saltado seria meu último salto. Naquela noite  a imagem da cruz na parede salvou a minha vida.

Fiquei tão agradecido  a Deus, que  ajoelhei na beira da piscina, confessei os meus pecados e me  entreguei a Ele, consciente de que foi exatamente em uma cruz que  Jesus morreu para me salvar.

Naquela noite fui salvo duas vezes e, para nunca mais me esquecer, sempre que vou até piscina molho o dedão do pé antes.”

Deus tem um plano na vida de cada um de nós e não adianta  querermos apressar, ou retardar as coisas, pois, tudo acontecerá no seu devido tempo e esse tempo é o tempo Dele e não o nosso.

“Porque DEUS amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16


Mananciais do Deserto

“E assim abençoou o Senhor o último estado de Jó, mais do que o primeiro.” (Jó 42:12)

Jó tomou posse de sua herança através de sofrimento. Foi provado, para que sua grandeza pudesse ser comprovada. E não será também que as minhas tribulações se destinam a aprofundar o meu caráter e revestir-me das graças de que possuía tão pouco?

Eu chego à minha glória através de eclipses, lágrimas e morte. Meu fruto mais rico cresce de encontro ao muro mais áspero. As aflições de Jó deixaram-no com um conceito mais alto de Deus e mais baixo de si mesmo. “Agora”, exclamou ele, “te vêem os meus olhos.”

Se através de dor e da perda sinto Deus tão perto, que me curvo diante dEle e oro: “Seja feita a Tua vontade”, meu proveito é enorme. Deus deu a Jó vislumbres da glória futura. Naqueles dias longos e cansativos, ele penetrou dentro do véu e pôde dizer: “Eu sei que o meu Redentor vive.” De fato, o último estado de Jó foi melhor do que o primeiro. — In the Hour of Silence

“A tribulação nunca nos vem sem trazer ouro em suas mãos.”

A aparente adversidade se transformará por fim em vantagem, se apenas estivermos dispostos a continuar em nossa marcha e esperarmos com paciência. Vejamos as almas dos grandes vencedores: elas sempre ficavam firmes em seu trabalho, sem medo e corajosas!

Há bênçãos que não poderemos obter se não aceitarmos e agüentarmos o sofrimento. Há alegrias que só nos podem vir por meio da dor. Há revelações de verdades divinas que só podemos obter quando se apagam as luzes deste mundo. Há colheitas que só nos vêm depois que o arado fez o seu trabalho. — Selecionado

Do sofrimento têm emergido as almas mais fortes; os caracteres mais sólidos são marcados de cicatrizes; mártires têm tido por vestes de coroação, mantos em chamas; e é através de lágrimas que muitos têm começado a ver as portas do céu.

(Lettie Cowman)

 

“Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido.” Jó 42:2


Como o CARVALHO

Todas as vezes que nos deparamos com problemas em nossa vida, observamos o quanto somos frágeis. As alegrias se vão e só fica a verdade de que somos impotentes para lidar com adversidades que surgem no decorrer de nossa existência.

DEUS nos deixa lições interessantes em sua criação para nos mostrar o contrário, que o homem foi criado forte e que essa força é sempre adquirida e absorvida dessas situações adversas.

Você conhece uma árvore chamada CARVALHO?

Pois é, essa árvore é usada pelos botânicos e geólogos como um medidor de catástrofes naturais do ambiente. Quando querem saber o índice de temporais e tempestades ocorridas numa determinada floresta, eles observam logo o carvalho (existindo no local, é claro), que naturalmente é a árvore que mais absorve as conseqüências de temporais.

Quanto mais temporais e tempestades o carvalho enfrenta, mais forte ele fica!

Suas raízes naturalmente se aprofundam mais na terra e seu caule se torna mais robusto, sendo impossível uma tempestade arrancá-lo do solo ou derrubá-lo! Mas não pense que os cientistas precisam fazer essas análises todas para saber isso! Basta apenas eles olharem para o carvalho.

Por absorver as conseqüências das tempestades, a robusta árvore assume uma aparência disforme, como se realmente tivesse feito muita força. Muitas vezes uma aparência triste!

Cada tempestade para um carvalho é mais um desafio a ser vencido e não uma ameaça!

Numa grande tempestade, muitas árvores são arrancadas, mas o carvalho permanece firme!

Assim somos nós.

Devemos tirar proveito das situações contrárias à nossa vida e ficar mais fortes! Um pouco marcados. Muitas vezes com aparência abatida, mas fortes!!! Com raízes bem firmes e profundas na terra!

Podemos, com isso, compreender o que o nosso PAI maravilhoso quis nos ensinar, quando disse que podemos todas as coisas naquele que nos fortalece.

E também a confiança do rei Davi quando cantou: “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte eu não temerei mal algum, porque TÚ estás comigo…”

Por isso quando olhar pela janela o lindo alvorecer, lembre-se de que não há temor com os infortúnios da dia, porque DEUS está contigo! Ele o protegerá!

Se você está passando por lutas muito grandes por estes dias, pense que (como o carvalho)… é só mais uma tempestade que o tornará mais forte!

(Autor desconhecido)

 

“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.” Isaías 41:10

 

 

Texto retirado da revista Voz Missionária.